CCR MSVia inicia operação de 13 radares na BR-163

Os aparelhos serão montados em pontos estratégicos da rodovia, visando garantir a segurança dos usuários.

Autor: Comunicação Bandeirantes News

12.03.2018

Nesta quinta-feira (8), a CCR MSVia, concessionária responsável pela gestão da rodovia BR-163/MS, divulgou que a partir de 15 de março, estarão funcionando 13 equipamentos de radar, em diferentes pontos.

Os equipamentos serão coadjuvantes nas fiscalizações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os aparelhos serão montados em pontos estratégicos da rodovia, visando garantir a segurança dos usuários.

Segundo Fausto Camilotti, Gestor de Atendimento da Concessionária, informações recolhidas pelos radares serão criptografadas, e a autoridade policial será a única que poderá ter acesso a elas. O pedágio é a forma de remuneração da instalação e operação do sistema de radar.


Foi aprovado pelo orgão responsável pela fiscalização da concessão, Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o início da operação.

Confira a localização dos radares que começarão a operar na BR-163/MS:

Km 26,6 – Mundo Novo;
Km 27,3 – Mundo Novo;
Km 75,7 – Itaquiraí;
Km 260,2 – Dourados;
Km 269,4 – Dourados;
Km 270,4 – Dourados;
Km 363,5 – Nova Alvorada do Sul;
Km 397 – Nova Alvorada do Sul;
Km 466,8 – Campo Grande;
Km 475,6 – Campo Grande;
Km 480,6 – Campo Grande;
Km 675,5 – Rio Verde de Mato Grosso;
Km 690,6 – Rio Verde de Mato Grosso.

O motorista que exceder a velocidade máxima permitida acima de 20%, pagará uma multa no valor de R$195,23, além disso perde cinco pontos na CNH.

Para quem ultrapassar 50% do limite da via, a infração é considerada gravíssima e o valor da multa pode chegar aos R$880,41, além de perder sete pontos na carteira, suspensão do direito de dirigir e apreensão da CNH.

Voltar ao Topo
NOTÍCIAS Sobre

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99117-1649

© 2018 BANDEIRANTES NEWS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: