Olhos que são poesia

23.02.2018

A poesia começa no olhar de paz
Que faz amanhecer o dia
Com céu azulzinho pintado a mão
E sol que ilumina o caminho de volta
Despertando inúmeras belezas.
A beleza da vida se esconde ali
Nas linhas que o tempo marcou
E que foi aos poucos ensinando
A tapar os ouvidos e a fechar a boca
Como sinais de sabedoria diária.
Nas mãos o encantamento da idade
Bordados com pontos perfeitos
Dentro da fugacidade da vida
Que voa feito pássaro encantado.
E quando ela sorri com os olhos
Como se o sol deitasse morno em sua face
Irradia a magia das estrelas que bailam
Suspensas nas noites escuras.
Já não há mais a vivacidade de antes
Nem as borboletas voando no jardim
Só as lembranças que insistem
Em assistir o sol se pôr.
Agora os seus dias são sempre assim,
Observando as reentrâncias e curvas
E sonhando conhecer a terra de Jesus
Nas lonjuras do outro lado do mar
Onde as horas tem outra cor!

Fonte: www.meuspassospoetizados.blogspot.com.br

Maristela Alves

Se alguém lhe perguntar quem sou, diga para buscar em minhas poesias, nelas sou o amor que trago no coração, nelas sou a paz presente em meus dias!

VOltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99117-1649

© 2018 BANDEIRANTES NEWS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: